Mamoplastia De Aumento / Silicone

Abdominoplastia é a cirurgia que redefine o contorno do abdome, geralmente necessário após gestação ou perda de peso excessiva. Seus principais objetivos são: retirar o excesso de pele redundante; retirar o excesso de gordura localizada; resolver a flacidez muscular; eliminar estrias resultantes do estiramento da pele.

Durante a gestação, há um estiramento dos músculos retos abdominais, que acabam se afastando e resultando numa área de fragilidade entre eles, na linha média, provocando aquela barriguinha mesmo em mulheres magras. Além disso, a pele que sofreu estiramento pode também apresentar-se em excesso ou com estrias, merecendo sua retirada. Em alguns casos também há acúmulo de gordura localizada, sendo necessário associar a lipoaspiração. Trata-se portanto de uma remodelagem de toda a região do abdome.

Vou emagrecer com essa cirurgia?

Assim como a grande maioria das cirurgias plásticas, é necessário estar num peso adequado para sua altura, permitindo alcançar melhores resultados com menos risco. Ao retiramos pele e gordura, naturalmente haverá perda de peso, porém pouco significativa. A abdominoplastia não é uma cirurgia para emagrecimento, e sim para melhora do contorno corporal.

Como são as cicatrizes?

Na maioria dos casos a cicatriz situa-se horizontalmente (deitada), assim como a cicatriz de um parto cesareano, mas estendendo-se para as laterais tanto quanto for necessário retirar pele. As cicatrizes costumam ser grandes mas ficam escondidas pelas roupas íntimas. Além disso há uma cicatriz ao redor do umbigo

Precisa mesmo de cicatriz ao redor do umbigo?

Sim. Na abdominoplastia convencional, grandes quantidades de pele são retiradas, tornando impossível posicionar o umbigo em posição mais natural sem deixar cicatrizes ao seu redor.

O que é abdominoplastia Flor de Lis?

Também é conhecida como abdominoplastia em âncora, em virtude da necessidade de uma cicatriz vertical (em pé), além da cicatriz horizontal (deitada), para retirar grandes quantidades de pele, impossíveis de se retirar apenas por cicatriz horizontal. Aplica-se geralmente aos casos de pacientes que perderam peso excessivo após tratamento contra obesidade

Existem contraindicações?

Sim. Não exatamente contraindicações, mas situações que exigem maior cuidado. Algumas absolutas e outras relativas, que devem ser cuidadosamente avaliadas pelo cirurgião, e riscos e benefícios discutidos e decididos com o paciente, tais como: cirurgias abdominais recentes como colecistectomias (retirada da vesícula) convencionais (com cortes grandes); obesidade; desejo de futura gravidez; diabetes, tabagismo, entre outras.

Vou sentir muita dor após a cirurgia?

Analgésicos simples costumam controlar bem a dor no pós-operatório, desde que seja respeitado o repouso recomendado.

Preciso usar dreno?

Geralmente não, mas em alguns casos é necessário usar drenos, o que só é possível decidir durante a cirurgia.

Tenho que andar curvada após a cirurgia?

É necessária uma curvatura de apenas 15 graus para frente (não precisa curvar muito), com o objetivo de proteger a cicatriz e diminuir a possibilidade de alargamento desta. A curvatura deve diminuir gradativamente dentro de 2 semanas, quando a paciente já deve estar totalmente ereta.

Qual o tipo de anestesia?

A decisão é tomada pelo anestesista em conjunto com a paciente e equipe cirúrgica. Geralmente é possível operar com uma anestesia peridural e sedação ou anestesia geral

Ainda poderei engravidar após a cirurgia?

A cirurgia em nada afetará a capacidade de engravidar da paciente. No entanto, recomendamos fazer uma abdominoplastia após não haver mais planos de gravidez, visto que haverá nova distensão de músculos e da pele, perdendo parte do resultado.